Quando se fala em procurar um Psicólogo e iniciar-se um atendimento psicoterápico, é muito comum se ouvir as mais diversas afirmações com relação à palavra “terapia”: fala-se que correr é uma terapia, comprar é uma terapia, comer é uma terapia, sair com os amigos e conversar também é uma terapia, enfim, são dezenas definições que poderiam ser listadas.

Mas será que de fato essas atividades podem ser consideradas uma terapia? Será que os anos de estudo de um Psicólogo podem ser reduzidos a essas atividades?

Segundo o dicionário Priberam, a definição de Terapia é: “Tratamento de doenças ou distúrbios psíquicos.”.

Ou seja, a Terapia é definida com um verbo no gerúndio, um verbo que indica uma ação que está acontecendo e não uma algo pontual. A seguir é falado a respeito doenças ou distúrbios psíquicos.

E o que são doenças ou distúrbios psíquicos?

A primeira definição para doença é falta de saúde, ou seja, quando se está ansioso, preocupado ou angustiado vemos aí um exemplo claro de falta de saúde. Já para distúrbio, a primeira definição apresentada é perturbação do sossego. Quantas são as situações do dia a dia que tiram o sossego de alguém? Situações essas em que a pessoa se sente “em um beco sem saída”?

Logo, Terapia poderia ser definida como Tratamento de situações que tiram a saúde e perturbam o sossego. Partindo então desta “nova definição”, será que procurar um Psicólogo e iniciar um terapia é algo tão absurdo e fora da comum?
Que merece tanto preconceito como se ouve por aí?

Ainda se atentando a essa nova definição quando se está com uma doença não se procura um médico justamente para combater esses sintomas? Ninguém diz que o colega que foi ao médico é “fraco” ou “maluco”! Afinal, todos sabem como uma dor incomoda e impede que a pessoa cumpra suas atividades do dia a dia.

Por que então, não procurar um profissional capacitado para enfrentar as questões relacionadas à mente e aos sentimentos? Será que essa dor não existe? Todos sabemos que pelo contrário, essas dores doem e doem até demais!
psicologa
Através de um tratamento terapêutico com um Psicólogo, o sujeito poderá encontrar a paz para essas dores da alma, poderá encontrar a saída para enfrentar problemas que as vezes podem ser amedrontadores e assim poderá levar uma vida mais tranquila e plena.

Será então, que vale a pena tanto preconceito com A Terapia?