O que é normal?

O que é normal?

Como Psicóloga diariamente vejo algumas questões sendo abordadas pela mídia que me fazem pensar sobre como muitas vezes ela acaba sendo uma péssima influência na saúde mental da população em geral – será que só na saúde mental? Acho que esse tema fica pra outro post! Rs

Mas, recentemente teve algo que me chamou muita atenção. Acho que foi neste final de semana que a apresentadora do SBT, Patrícia Abravanel – filha do Silvio Santos – fez uma declaração sobre homossexualidade, falando que não acha normal.

E a minha questão pra esse post é O que é normal?

O que era normal na época dos nossos avós? Casar por amor? Namorar antes de casar? Não! Normal era o pai e a mãe escolherem um bom partido e daí acontecer o casamento sem muitas vezes o casal se conhecer… (Situação que hoje em dia ainda acontece em países como a Índia!).

O que é normal pra você com relação ao papel da mulher? Ah… na minha casa minha mãe sempre trabalhou! Que é isso de depender de homem?! Inclusive ela engravidou só depois de mais velha, com a carreira consolidada e tenho uma tia que nem tem filhos!
Pois é… acho que todo mundo sabe que até certo tempo o lugar de mulher era na cozinha e ai dela se resolvesse fazer outra coisa que não cuidar dos filhos. Por que SIM, ela teria filhos! Na minha família mesmo, minha avó queria ser Psicóloga e não pode realizar esse sonho por que meu avô não concordou.
E hoje em dia existem famílias que mãe fica em casa e está muito bem e assim e em outras quem fica é o pai e a família vai muito bem obrigada!

E com relação aos seus hábitos? O que é normal pra você?

Na minha rotina é normal comer ovos no café da manhã – e eu não sou americana! Já pra grande maioria o normal é comer pão com margarina.

Como sou autônoma é normal ir a academia no meio da tarde já que a maioria dos pacientes são de manhã ou a noite. Mas pra outros o normal é ir cedinho ou no final da noite por que tem uma rotina de trabalho das 8:00 às 18:00! Já pra outros o normal é não ir… Não gostam nem de pensar em fazer exercícios!

Enfim… entenderam onde eu quero chegar? O que é normal? Dá pra saber?normal Definitivamente não! Normal é o que dá certo pra cada um. É o faz cada um feliz e realizado e que permite que ele tenha uma vida que lhe traga satisfação! E alguém tem alguma coisa a ver com isso? Olha, sinto dizer que dificilmente… Sabe aquela história de que meu espaço termina quando começa o do outro? É bem por aí… Se a vida de um não está afetando DIRETAMENTE a vida do outro, acho que a pessoa tem que ficar quieta no seu quadrado e aprender a não se meter onde não foi chamado! (Epa, acho que fui meio grossa! Rs)

Acho importante dizer que até mesmo a busca pela normalidade – por estar dentro dos padrões acaba sendo em si um problema. Por que se a pessoa busca o tempo todo agradar a todos, será que ela vai conseguir? Visto que provavelmente o que agrada a um, pode desagradar a tantos outros?

E ainda mais, nessa busca de agradar aos outros será que ela vai está agradando a si mesmo? Vai estar se fazendo feliz e vai estar satisfeita com a própria vida?

E é aí que muitas vezes um Psicólogo se torna importante na vida de alguém. Muitas vezes busca-se tanto agradar, estar de acordo, cumprir todas as normas e regras que a pessoa perde a sua essência e se torna infeliz. Através na análise é possível se reencontrar, olhar pra si e repensar sobre o caminho e os planos que se têm feito para então deixar de agradar aos outros e se agradar. A princípio pode parecer egoísta, mas se a pessoa não estiver bem será que ela será uma boa companhia e poderá fazer algum bem aos outros? Deixo a reflexão!

Com carinho,

Psicóloga Júlia

By | 2017-09-20T14:11:41+00:00 maio 9th, 2016|Comportamento|4 Comments

About the Author:

4 Comments

  1. Monica 21/09/2016 at 4:13 pm - Reply

    Nossa! Estou maravilhada com os textos…são ótimos para pensar…repensar…
    Parabéns!

    • julainetti 21/09/2016 at 7:30 pm - Reply

      Oi Monica! Muito obrigada pelo elogio! Fico muito feliz em saber que tem gente lendo e gostando!! 🙂

  2. Daniel 08/03/2017 at 12:52 pm - Reply

    Excelente texto doutora!

  3. Ana Laura 17/08/2017 at 10:27 pm - Reply

    Seus textos são muito bons e nos faz realmente pensar e refletir em quem realmente somos. Parabéns pelo talento e profissão Júlia!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: